No TCE/TO

Câmara de Almas tem contas de ordenador de 2017 julgadas irregulares

17/05/2019 12h35 - Atualizado em 17/05/2019 15h41
Foto: Divulgação

Na Sessão de terça-feira, 14, a Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Tocantins (TCE/TO) julgou irregulares as contas de ordenador de despesas da Câmara de Almas, sob a responsabilidade de Karla Taianna Xavier Franco, gestora à época, referente ao exercício financeiro de 2017. A gestora à época foi aplicada multa de R$ 1.500,00.

Também foram julgadas irregulares as contas de ordenador do Fundo Municipal de Saúde de Novo Acordo, gestão de Océlio Gama da Silva, gestor à época, relacionadas ao exercício financeiro de 2016.

Conforme a decisão, houve déficit de execução orçamentária, além de divergências no demonstrativo das receitas e despesas com ações e serviços públicos de saúde.

A gestor foi imputada multa no valor de R$ 2.000,00.

Regulares com ressalvas

Foram julgadas regulares com ressalvas as contas de ordenador da Câmara de Novo Alegre, gestão de Rodrigo Ribeiro Souza, referente ao exercício financeiro de 2017.

Veja Também