Na Câmara de Palmas

Ex-presidente do PreviPalmas Maxcilane Fleury presta depoimento na próxima terça

18/05/2019 20h40 - Atualizado em 21/05/2019 12h12
Foto: divulgação

A Comissão Parlamentar de Inquérito, que investiga irregularidades nas aplicações financeiras do PreviPalmas, irá ouvir na próxima terça-feira, 21, às 14 horas, o ex-presidente do instituto de previdência do município, Maxcilane Fleury. Além de Max, outras testemunhas também serão ouvidas.

O depoimento de Max é um dos mais aguardados pelos parlamentares, tendo em vista que desde a primeira formação da comissão que os membros tentam intimá-lo.

O vice-presidente da comissão, Vandim do Povo (DC) disse em entrevista ao O Coletivo que a expectativa para o depoimento de Max é grande, pois os parlamentares acreditam que o ex-diretor do PreviPalmas não agiu sozinho e pode entregar os demais envolvidos.

Viagem a Belém

A comissão esteve no dia 07 deste mês em Belém (PA) para ouvir o depoimento do empresário Elton Felix Gobi Lira, que está preso no Centro de Detenção Provisória de Icoaraci. Conforme o presidente da comissão, Milton Neris (PP) o depoimento de Elton foi extenso e durou cerca de 7 horas.

Elton Lira se apresentava como operador de mercado financeiro e arrecadador de recursos de fundos de previdência junto à prefeituras, tendo inclusive prestado serviços ao PreviPalmas. O empresário é réu em processo que investiga desvio de milhões em recursos de fundos municipais de Pará, Tocantins, Santa Catarina, Amapá e Brasília.

Ano passado Elton disse à Polícia Federal que o ex-presidente do PreviPalmas, Max Fleury, foi o responsável pelas aplicações irregulares. Elton também disse aos vereadores que Fleury teria repassado uma comissão (propina) dos investimentos feitos para o "chefe". Na época o prefeito de Palmas era Carlos Amastha.

Após o depoimento, Neris disse que irá reunir a comissão de forma interna e cruzar as informações obtidas anteriormente com as passadas por Elton e só então irá divulga-las.


 

Veja Também