Parana Club 1 x 0 Operario

Paraná aproveita o embalo e vence o Operário em casa

12/06/2019 09h11 - Atualizado em 12/06/2019 09h14
Foto: Divulgação

O Paraná Clube venceu por 1 a 0 o Operário, nessa terça-feira (dia 11), na Vila Capanema, pela 8ª rodada da Série B. Com o resultado, o time da capital ficou em 7º lugar, com 13 pontos. A equipe do Ponta Grossa está na 17ª colocação, com 7 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Sofascore.

Essa foi a última rodada antes da pausa para a Copa América. A segunda divisão nacional só retorna em 9 de julho, quando o Paraná recebe o Bragantino na Vila Capanema.

JEJUM
Contando apenas os jogos em Curitiba, o Paraná tinha um jejum de 27 anos contra o Operário. O time da capital não vencia como mandante esse adversário desde 1992, quando ganhou por 1 a 0. Desde então, foram mais oito confrontos em Curitiba entre os dois, com cinco empates e duas vitórias da equipe do Interior, além da partida dessa terça-feira.

SECA DE GOLS
O gol da vitória foi do centroavante Jenison. Esse gol encerrou um jejum de 330 minutos do Paraná Clube sem gols na Vila Capanema. O último gol em casa havia ocorrido na vitória por 1 a 0 sobre o CRB, aos 20 minutos do 1º tempo, em 4 de maio. Depois daquele jogo, foram dois empates em 0 a 0 na Vila (com Guarani e Oeste).

ARTILHEIRO
Jenison chegou a 10 gols em 21 jogos pelo Paraná Clube em 2019. É o artilheiro do clube na temporada. Foi o segundo gol dele na Série B.

ESCALAÇÕES
O técnico Matheus Costa não tinha o lateral-esquerdo Guilherme Santos e o volante Itaqui, suspensos. Outra baixa era Fernando Neto, lesionado. As novidades na escalação eram Juninho e Luan. No ataque, Jenison ganhou a vaga de Ramon, que começou no banco. A linha de três do esquema tático 4-2-3-1 ficou com João Pedro (direita), Matheus Anjos (centro) e Bruno Rodrigues (esquerda).

O Operário não tinha o meia Rafael Chorão e o atacante Eduardo, lesionados.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo foi de muitas bolas longas e disputa física. O Paraná até tentou colocar a bola no chão e construir jogadas pelo meio, mas a forte marcação do Operário não permitiu. O camisa 10, Matheus Anjos, recuou em vários momentos para tentar organizar a saída de bola do time da capital, mas nem isso resolveu. Os únicos momentos positivos do Tricolor na primeira etapa foram dois chutes de fora da área: um de Luiz Otávio e outro de Bruno Rodrigues. O Operário incomodou em duas jogadas pelas pontas.

SEGUNDO TEMPO
O cenário não mudou no segundo tempo. O Operário seguiu forte na marcação e tentando contra-ataques. O Paraná não conseguia encontrar espaços. Aos 12, a primeira substituição no Paraná. Saiu o meia Matheus Anjos e entrou o ponta Ramon. Com isso, João Pedro ficou centralizado e o esquema tático seguiu o mesmo. O time da Vila começou a encontrar espaços na ponta-esquerda e criou três boas jogadas por ali. No entanto, Jenison errou nas finalizações. Aos 30, troca de volantes: saiu Luan e entrou Jhonny Lucas. O gol veio aos 35, após escanteio de Bruno Rodrigues, desvio de Sciola e finalização de Jenison. O Operário partiu para o abafa e colocou uma bola na trave aos 47 minutos.

Fonte: Bem Paraná

Veja Também