Sem votação no Senado

MP de auxílio a vítimas de Brumadinho perde a validade

11/07/2019 17h24 - Atualizado em 11/07/2019 17h37
Foto: Roque de Sá/Agência Senado
O relator da MP, senador Antonio Anastasia (com o braço erguido), e o presidente da comissão, deputado Padre João, viabilizaram a aprovação do parecer, que foi votado na Câmara, mas não no Senado

Ao abrir a sessão plenária desta quinta-feira (11), o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) comunicou que a Medida Provisória (MP) 875/2019, de ajuda a vítimas de Brumadinho, perdeu a validade na quarta-feira (10). A MP foi aprovada no Plenário da Câmara no dia 5 de junho e aguardava o início da tramitação no Senado.

A MP autorizou o pagamento de auxílio emergencial a famílias de baixa renda atingidas pelo rompimento da barragem em Brumadinho no último mês de janeiro. O auxílio de R$ 600 foi destinado a 2.280 vítimas beneficiárias do Bolsa Família, do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e da renda mensal vitalícia.

Como ao ser editada pelo governo a MP já tem força de lei, os recursos já foram liberados às famílias.


Agência Senado 

Veja Também