Na câmara dos deputados

Para Onyx, reforma garante R$ 900 bi de economia mesmo com destaques aprovados

12/07/2019 15h32 - Atualizado em 12/07/2019 15h33
Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o governo, mesmo com os destaques aprovados, mantém uma potência fiscal de R$ 900 bilhões de economia para a próxima década. Lorenzoni foi exonerado do cargo de ministro para assumir o mandato de deputado e garantir um voto favorável à reforma.

O ministro mantém a expectativa de votar, inclusive, o segundo turno hoje, mas reconhece que é importante aguardar o quórum ao longo do dia para saber se a votação da reforma termina este semestre ou fica para agosto.

Segundo ele, o governo está construindo um acordo com o Senado para terminar a votação naquela casa na segunda quinzena de setembro. Portanto, na avaliação de Lorenzoni, adiar não seria um problema para o governo.

“Estamos determinados, estimulando os deputados, conversando com os líderes, para tentar votar o segundo turno hoje, mas o governo Bolsonaro tem se caracterizado por ser um governo que dialoga muito”, disse.


Reportagem - Luiz Gustavo Xavier
Edição - Marcia Becker

Veja Também