Em Minas Gerais

Açougueiro mata a mulher e diz à PRF que sangue em sua roupa era de porco

10/09/2019 14h55 - Atualizado em 10/09/2019 15h17
Foto: Divulgação

Um homem foi preso ontem (09/09) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) tentando fugir depois de matar a esposa, em Paracatu. O assassino foi preso no KM 47 da BR 040. Ele havia assassinado a esposa, A. P. L. S., cerca de 40 minutos antes da abordagem da PRF.

Por volta das 20h30, foi dada ordem de parada a um Palio que seguia para Paracatu. O veículo, que estava com licenciamento vencido, era conduzido por J. C. V. A. Ele usava roupas sujas de sangue e alegou que seria de um porco que ele havia matado na roça. Entretanto, seu relato não foi consistente, levantando suspeitas.

Diante dos fatos, os policiais buscaram verificar se havia algum crime recentemente cometido na região seguido de fuga do autor. Foi confirmado o homicídio de uma mulher, que era esposa do condutor.

Questionado, o homem, a princípio, negou ter cometido o crime. Porém, mais tarde, confirmou aos policiais que assassinou a esposa por suspeitar de traição.

O homem foi detido em flagrante pelo crime de feminicídio, de acordo com o artigo 121, §2°, VI do Código Penal. Ele foi encaminhado para a Polícia Civil de Paracatu.

Veja Também