Justiça Federal do Distrito Federal

Eunício Oliveira será investigado por corrupção na 1ª instância

09/10/2019 10h07 - Atualizado em 09/10/2019 10h10
Foto: Divulgação

O relator da Operação Lava Jato no STF, ministro Edson Fachin, determinou o envio, à Justiça Federal do Distrito Federal (1ª instância), do inquérito que investiga se o ex-senador cearense, Eunício Oliveira (MDB-CE), recebeu propina da empresa Hypermarcas.

Eunício Oliveira é acusado de corrupção passiva e lavagem de capitais. A defesa do ex-Senador havia solicitado o arquivamento ou o envio para justiça eleitoral.

O inquérito foi instaurado quando Eunício Oliveira ainda era senador, o que lhe concedia o foro privilegiado.

Ele foi incluído na delação premiada de Nelson José de Mello, ex-diretor de relações institucionais da Hypermarcas, o qual apontou pagamento de vantagens indevidas a congressistas para edição de medidas legislativas de interesse da empresa.


Veja Também