Na Capital

Câmara realiza reunião pública para discutir pesca, aquicultura e piscicultura

10/10/2019 08h46 - Atualizado em 10/10/2019 08h48
Foto: Divulgação

A Câmara de Palmas realizou, através da Comissão de Administração Pública, Urbanismo e Infraestrutura, na quarta-feira, 09, uma reunião pública que discutiu as atividades da aquicultura, piscicultura, e proteção da fauna aquática no município.

O empresário Raimundo Coelho falou sobre o crescimento da pesca esportiva. “A pesca esportiva tem crescido bastante e no Tocantins não é diferente. Tem fomentado uma cadeia muito grande. Estamos aqui para pedir que se olhe com bons olhos a preocupação com nosso ramo. Nós somos empresários e investidores do negócio, mas sabemos que o poder público tem uma grande de contribuição”, ponderou.

O vereador Filipe Martins (PSC) falou sobre a necessidade de melhora do ramo para empresários e pescadores. “A intenção é que haja a quebra de paradigmas e que possamos chegar a um denominador comum em todas as questões, inclusive da pesca profissional e esportiva. Precisamos proporcionar melhor qualidade de vida aos nossos pescadores”, explanou Martins.

O vereador Folha (PSD) falou sobre seus investimentos na área. “Destinei R$ 100 mil para a Secretaria de Agricultura investir nos pescadores profissionais e amadores de Palmas. Segundo o órgão, R$50 mil foram destinados para a compra de ração, para ajudar os produtores e, os outros R$ 50 mil, para os piscicultores e produção rural. Ano que vem destinarei mais R$ 150 mil, pois sei que o dinheiro será bem investido”, afirmou o parlamentar.

Na ocasião, foi debatido também a Lei Complementar nº 121, de 15 de março de 2019, que altera a Lei Complementar nº 13 de 18 de julho de 1997, que dispõe sobre a regulamentação das atividades de pesca, aquicultura, piscicultura, proteção da fauna aquática, incentivando a pesca esportiva em Palmas.

A reunião foi conduzida pelo vereador Filipe Martins e contou com a presença de pescadores esportistas e amadores, empresários do ramo, representantes municipais e estaduais e sociedade geral, além dos vereadores Rogério Santos (PRB) e Hélio Santana (PV). 

Veja Também