Combate a criminalidade

Quatro suspeitos de assalto a carro forte em Pequizeiro são mortos em confronto com a polícia

01/11/2019 12h07 - Atualizado em 01/11/2019 16h37
Foto: Divulgação PMTO
Veículo encontrado na mata

Os autores reagiram e após o confronto com policiais militares vieram a óbito.


Dois suspeitos de integrar uma quadrilha suspeita de roubo a bancos e carros-fortes morreram durante confronto com a polícia na região central do estado, na tarde desta sexta-feira (1º).

Agora são quatro suspeitos mortos desde que as polícias do estado iniciaram uma força-tarefa para localizar o grupo em uma área de mata. Um sargento da Rotan que participava da operação também morreu durante os confrontos.

Na manhã da última quinta-feira, 31, a Polícia Militar localizou dois indivíduos entre as cidades de Goianorte a Araguacema. Os autores, suspeitos de um crime de tentativa contra um carro forte, entraram em confronto com os policiais militares efetuando disparos de arma de fogo e vieram a óbito no local.

No último dia 24 ocorreu uma tentativa de assalto a um carro forte na estrada vicinal saída para Araguacema. O veículo fazia o transporte de valores de Araguacema para Pequizeiro, quando foram surpreendidos por uma camionete ocupada com cinco indivíduos encapuzados que efetuaram disparos de arma de fogo.

Para revidar a injusta agressão os ocupantes do carro forte também efetuaram disparos de arma de fogo, momento que o motorista da camionete perdeu o controle e bateu. O carro forte seguiu caminho.

No mesmo dia, o proprietário de uma fazenda nas imediações informou que cinco homens apareceram no local em posse de arma de fogo e roubaram seu veículo (Palio Weekend) e a quantia de R$ 5 mil reais em dinheiro.

Em diligências, os policiais militares localizaram um Fiat Strada abandonado, supostamente usado na fuga dos assaltantes, com diversos objetos no interior como redes, barracas, anti-inflamatórios, mantimentos, roupas e itens de higiene pessoal.

Mais adiante também foi localizada a camionete, usada na abordagem ao carro forte, em chamas. O Fiat Strada também foi encontrado a 15 km de distância dos demais veículos. Conforme as pistas, os autores fugiram pela mata.

Desde então, equipes da Companhia de Operações Especiais (COE), Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (ROTAM), Grupo de Operações com Cães (GOC), policiais militares do 2º, 7º e 8º Batalhão da PM (Araguaína, Guaraí e Paraíso, respectivamente) e o Helicóptero Tocantins Zero Uno atuam conjuntamente com 40 homens trabalhando ininterruptamente, em busca dos autores do roubo ao carro forte, realizando cerco e bloqueio na região.

Os policiais militares realizavam patrulhamento quando se depararam com os dois assaltantes que efetuaram disparos de arma de fogo, para revidar a injusta agressão os militares revidaram e os indivíduos foram atingidos. Os corpos foram encaminhados ao IML para os devidos procedimentos e a identificação.

O comandante da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE), tenente coronel Fioravan Teixeira, informa aos moradores da zona rural da região que ao serem abordados por homens desconhecidos que pedem água, informação ou comida, que ofereçam o que é solicitado e prestem atenção nas roupas, se estão feridos e após a saída dos indivíduos de imediato entre em contato com a PM, para que o serviço de inteligência levante os pontos de incursão das equipes.

A Polícia Militar que está há nove dias em incursão na mata ainda realiza buscas aos demais integrantes da quadrilha na região, em um trabalho persistente a fim de coibir crimes no estado.

 

Veja Também