Testes foram feitos em 731 pessoas

Estudo nacional atesta que não há subnotificação de Covid-19 no Tocantins

26/05/2020 16h50 - Atualizado em 26/05/2020 17h02
Foto: Nielcem Fernandes/Governo do Tocantins

Secretário de Saúde, Edgar Tolini, ressalta que testagem em massa proporciona maior controle da doença

O estudo coordenado pelo Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas (RS), denominado EPICOVID19-BR, cuja coleta de dados foi realizada pelo Ibope Inteligência, resultou em zero casos confirmados para a doença entre as 731 pessoas sorteadas para a pesquisa, realizada entre os dias 14 e 21 de maio, nas cidades de Palmas, Araguaína e Gurupi.

“Nós estamos controlando o que temos. O trabalho continua sendo feito e a secretaria está fazendo testagem em massa, alguns municípios mais do que outros e o resultado é um número crescente de casos, mas podemos dizer com tranquilidade que não temos subnotificação”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini.

De acordo com o último Boletim Epidemiológico divulgado nesta terça-feira, 26, o Tocantins registra 2.858 casos confirmados de Covid-19, dos quais 64 evoluíram a óbito. “Esses números podem aumentar, porque estamos testando mais que a maioria dos demais estados da federação. Desse total de casos, 106 encontram-se internados, o que representa cerca de 4%, dos quais apenas 22 pacientes estão precisando de auxílio ventilatório. A maioria está em casa em tratamento domiciliar, em isolamento, medicados ou não, conforme a avaliação médica de cada caso”, analisa.

Ainda sobre a testagem, o secretário Edgar Tollini ressalta que todos os municípios receberam testes. “Todos estão prontos para testar a população seguindo a recomendação do Ministério da Saúde (MS), que é testar pacientes da área de saúde com sintomas ou pacientes que chegam na unidade de saúde com sintomatologia, que vai ser avaliado pelo médico que vai conduzir ou não ao teste”, explica.

Pesquisa

Na primeira fase do EPICOVID19-BR, realizada entre os dias 14 e 21 de maio, foram coletados dados em 133 cidades espalhadas por todos os estados do Brasil, o que resultou em 25.025 entrevistadas e testes para o coronavírus.

Em 90 cidades, incluindo 21 das 27 capitais, foi possível testar pelo menos 200 pessoas selecionadas por sorteio. No conjunto dessas 90 cidades, a proporção de pessoas com anticorpos, que significa que já tiveram ou têm o coronavírus, foi estimada em 1,4%, podendo variar de 1,3% a 1,6% pela margem de erro da pesquisa. Essas 90 cidades correspondem a 25,6% da população nacional, totalizando 54,2 milhões de pessoas, entre as quais 760 mil estariam infectadas.

Em Palmas, foram entrevistadas e testadas 243 pessoas, em Gurupi 250, e em Araguaína 238; nenhuma delas testou positivo. Ainda segundo a pesquisa, 60,5% dessas pessoas estão cumprindo medidas de isolamento social.

Veja Também