Em Palmas

Após se acorrentar e ameaçar fazer greve de fome, ex-prefeito Carlos Amastha consegue ser recebido pela CGU

27/07/2020 13h13 - Atualizado em 27/07/2020 13h50
Foto: Divulgação Internet

Na manhã desta segunda-feira, 27, o ex-prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB) foi para a frente da Controladoria Geral da União (CGU) e se acorrentou e ameaçou fazer greve de fome caso não fosse atendido pelo superintendente Leandro da Cruz Alves. 

O ex-prefeito gravou vídeo e divulgou em suas redes sociais e disse que não é contra as investigações, mas que gostaria de entregar documentos ao superintende. "Eu  vou me acorrentar aqui na porta da CGU, vou iniciar neste momento uma greve de fome e até não ser atendindo na presença da imprensa eu não saio daqui", afirmou Amastha.

Cerca de nove da manhã, Carlos Amastha conseguiu seu objetivo e foi recebido pelo superintendente Leandro da Cruz Alves. O ex-prefeito entregou vários documento, que segundo ele, compra a legaliade de todos os seus atos no que se refere à contratação de veículos, durante sua primeira gestão, em 2014.

Entenda 

Na última quinta-feira, 23, Amastha divulgou vídeo no Twitter e exigiu que o superintendente da CGU explicasse o desvio de R$ 15 milhões nesta segunda-feira.

"Até segunda-feira já devem ter pegado todos os depoimentos e eu exijo, não estou pedindo, que o tal do superintendente da CGU venha a público, assim como foi em rede nacional envergonhar nossa cidade falar em R$ 15 milhões de desvios. Ele vai explicar onde que achou esses R$ 15 milhões. Isto não se faz, isso é tremenda incompetência e má fé", finalizou o ex-prefeito.

Veja Também