Em Palmas

Mais um assalto em ponto de ônibus é registrado na região sul de Palmas e moradores cobram segurança

11/09/2020 17h03 - Atualizado em 12/09/2020 11h26
Foto: reprodução câmara de segurança
Imagens da câmara de segurança dos homens que assaltaram Valdelice

O número de casos de assaltos em pontos de ônibus na região sul de Palmas tem aumentando desde o mês de agosto deste ano e a população cobra mais segurança da prefeitura. As vítimas em sua maioria são mulheres que acordam cedo para poder ir trabalhar e acabam ficando no prejuízo por terem seus pertences roubados pelos bandidos.

Na manhã desta sexta-feira, 11, a funcionária pública muncipal Valdelice Passos Gusmão foi mais uma vítima. "Eu estava em um ponto de ônibus que fica em frente a uma farmácia no Lago Sul esperando o coletivo para ir trabalhar, quando chegou dois homens em uma moto apontando uma arma para mim e dizendo para eu passar o celular", contou.

De acordo com a funcionária pública, o fato aconteceu muito rápido, "eles não desceram da moto, só apontaram a arma e pediram meu celular, eu fiquei tão assustada que não tive reação nenhuma, só entreguei e eles saíram em alta velocidade, tudo isso aconteceu em menos de dois minutos", ressaltou.

Segundo Valdelice, uma outra mulher também foi assaltada no mesmo ponto de ônibus que ela estava nesta sexta. No local existe câmaras de segurança, mas não foi possível identificar a placa do veículo e nem o rosto dos marginais.

Para Gusmão, está faltando mais segurança em Palmas, principalmente nos horários em que a população sai para trabalhar. "Precisam colocar a polícia para fazer mais rondas no local, principalmente nos horários de maior fluxo de gente indo trabalhar, eu saio bem cedo de casa, às 6h20 já estou no ponto esperando o coletivo e não tem segurança nenhuma. Agora vou ficar no prejuízo, vou ter que comprar outro celular", finalizou.

 

Veja Também