Pesquisa

Com média de 5,8, Educação de Palmas é segunda colocada nas séries finais do Ideb e traz ETI Olga Benário como a primeira no ranking municipal com nota 8,1

15/09/2020 20h00 - Atualizado em 15/09/2020 22h39
Foto: Divulgação

Pesquisa foi divulgada nesta terça-feira, 15, e traz ETI Olga Benário como a primeira no ranking municipal com nota 8,1

 

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi divulgado nesta terça-feira, 15, pelo Ministério da Educação (MEC) destacando a Rede Municipal de Ensino de Palmas em segundo lugar no ranking nacional das séries finais com média de 5,8, Teresina-PI ficou em primeiro apresentando pontuação de 6,3. No cenário municipal, o destaque vai para a Escola de Tempo Integral (ETI) Olga Benário, com 8,1 pontos.

Já nas séries iniciais, Palmas se destaca na terceira posição com 6,6, tendo a sua frente Teresina com 7,4 pontos e Rio Branco com 6,7. Desta forma, a educação de Palmas manteve seus resultados em relação ao ano de 2017 e se consolida mais uma vez como uma das melhores dentre as Capitais.

De acordo com os dados divulgados pelo Ideb, dentre as capitais brasileiras, os resultados obtidos em 2019 conferem a Palmas a terceira colocação nacional para os anos iniciais, e a segunda colação nacional para os anos finais.

Os resultados por unidade educacional mostram a Escola de Tempo Integral (ETI) Olga Benário em primeiro lugar no 5° ano do Ensino Fundamental, com média de 8,1, e a Escola Municipal Henrique Talone em primeiro lugar no 9° ano, com média de 6,9, as duas acima da meta estabelecida para 2022.

No 5º ano do Ensino Fundamental o desempenho médio foi de 6,6, mantendo seu resultado em relação ao Ideb anterior. O 9º ano do Ensino Fundamental também manteve seu desempenho, de 5,8, repetindo a média do ano anterior.

A projeção do MEC para o ano de 2022 é de uma meta de 6,0 no Ideb, seguindo a meta estabelecida para países desenvolvidos conforme a Organização para a Cooperação de Desenvolvimento Econômico (OCDE). Nesta perspectiva, podemos notar que a Capital se mantém alinhada ao objetivo traçado, avançando em relação a 2015 e conseguindo se manter em relação a 2017.

De acordo com Cleizenir dos Santos, secretária Municipal da Educação, os resultados são muito positivos e mostram o comprometimento dos professores no envolvimento com o aprendizado das crianças e isso é que faz toda a diferença para que tenhamos uma educação de qualidade.

Veja Também