Em Alvorada

Após 13 dias internado, homem que ateou fogo em emissora de rádio morre

18/11/2020 16h34 - Atualizado em 18/11/2020 17h09
Foto: Arquivo Pessoal
Hélio Ribeiro morreu após incêndio em rádio de Alvorada

Morreu nesta terça-feira, 17, Hélio Ribeiro Figueiredo Júnior, 32 anos, ele é suspeito de incendiar uma emissora de rádio em Alvorado do Tocantins e sofreu queimaduras graves durante o incêndio que aconteceu no dia 05 de novembro.

Hélio ficou internado no Hospital Regional de Gurupi por dois dias, mas foi transferido para o Hospital de Queimaduras de Anápolis, a 55 km de Goiânia, mas não resistiu às complicações.

No dia do acidente, câmaras do circuito de segurança da rádio registraram um homem chegando com um galão de combustível, e ateando fogo ao local. Houve uma explosão, e o suspeito foi atingido pelas chamas, fugindo em seguida. No local foram encontrados uma arma registrada em nome de Hélio, munições e um carregador.

Segundo a Polícia Militar, o carro de Hélio foi encontrado horas depois do incêndio, a caminho de uma fazenda. No veículo, havia dois homens, que prestaram depoimento e negaram participação no crime. Foram localizados também três tambores de gasolina dentro do veículo, de 20 litros. Dois estavam cheios e o outro vazio.



Veja Também