Na Capital

Polícia Civil apreende 1,5 kg de cocaína pura e maconha em Palmas; um homem foi preso

19/11/2020 16h01 - Atualizado em 19/11/2020 16h15
Foto: Dicom SSP-TO

Com o objetivo de localizar e prender um gerente do tráfico de drogas ligado a uma facção de renome nacional, foi deflagrada pela Polícia Civil do Tocantins, na manhã desta quarta-feira, 18, na quadra 305 sul, em Palmas, a operação “Cocaine Shelter”. A ação foi coordenada pela 1ª Divisão Especializada na Repressão a Narcóticos (1ª Denarc – Palmas) e pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Estadual (MPE-TO) e resultou na apreensão de 1,5 kg de cocaína de alta pureza e meia peça (500 gramas de maconha) e do gerente, um homem de 35 anos de idade que estava, inclusive, com tornozeleira eletrônica.

A operação foi possível devido ao compartilhamento de informações entre 1ª Denarc de Palmas e Gaeco. Conforme as informações, a organização criminosa teria o autuado para agir como gerente de um ponto de guarda e armazenagem de cocaína e outras drogas. Segundo o delegado-chefe da 1ª Denarc, Enio Walcácer, após monitoramento em que foi identificada a forma de operação do autuado, que deixava drogas escondidas em ponto na frente de sua casa para ser apanhada por traficantes, foi realizado o ingresso na residência, oportunidade em que foram localizados os entorpecentes apreendidos.

Durante a abordagem foi confirmado também que o investigado de fato está ligado à organização criminosa, sendo identificado que ele estava com tornozeleira eletrônica em cumprimento de pena por condenação anterior pelo crime de homicídio.

O investigado foi conduzido para a sede da 1ª Denarc para ser ouvido. Em seguida, após as devidas providências legais, ele foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

O nome da operação “Cocaine Shelter” significa Abrigo da Cocaína, pois a casa era usada para guardar a droga.  

Veja Também