Indenização de transporte

Em nota, Prefeitura de Palmas diz que servidores usarão seus próprios veículos e que medida representa uma economia expressiva para os cofres públicos do Município

14/01/2021 18h50 - Atualizado em 14/01/2021 19h10
Foto: Divulgação

Sobre a matéria em que o vereador de Palmas Moisemar Marinho (PDT)  afirma  que o executivo palmense irá aumentar os salários dos secretários em até  R$ 2,2 mil com indenização de transporte, a Prefeitura emitiu uma nota de esclarececimento sobre o assunto. Veja a nota na íntegra: 


NOTA

Assunto: Indenização de transporte


Os servidores contemplados com a indenização de transporte usarão seus próprios veículos em atividades de trabalho para a Prefeitura de Palmas, sendo responsáveis pelo abastecimento, manutenção, seguro e todas as despesas referentes ao desgaste do veículo.

O ato é previsto na Lei Nº 2.299, de 30 de março de 2017, que, por opção, e condicionado ao interesse da administração, realizarem despesas com utilização de meio próprio de locomoção para execução de serviços externos inerentes às atribuições próprias dos cargos ocupados.

A Prefeitura de Palmas reitera ainda que cada veículo locado custa em média R$ 3,6 mil/mês, dentre locação, combustível e motorista, e que a medida ora adotada para esse grupo de pessoas, representa uma economia expressiva para os cofres públicos do Município. Os veículos locados que poderiam atender esses servidores serão devolvidos à empresa licitada para prestar esse tipo de serviçoMoisemar.

Veja Também