Na Capital

Projeto de Telemedicina faz a diferença para crianças internadas na UTI do HGP

15/01/2021 10h53 - Atualizado em 15/01/2021 11h02
Foto: Luciana Barros/Governo do Tocantins
O hospital é único da região norte a ser selecionado para implantar este projeto na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica

O hospital é o único da região norte a ser selecionado para implantar este projeto na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica.

 A Unidade Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP), do Hospital Geral de Palmas (HGP), presta assistência a crianças que necessitam realizar procedimentos cirúrgicos de alta complexidade, ou apresentam um estado grave. Há dois anos, a unidade conta com o projeto de suporte de profissionais de excelência do Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre (RS), e vem fazendo a diferença no trabalho dos profissionais e na assistência a estes pequenos pacientes que inspiram cuidados especializados. O suporte inclui discussão de casos e esclarecimentos de dúvidas da rotina diária de atendimentos da UTI, com uso da tecnologia do Projeto de Telemedicina Pediátrica.

O HGP foi um dos dois hospitais do Brasil selecionados para implantar este projeto nas Unidades de Terapia Intensiva Pediátrica, sendo o único hospital da região norte. Os outros que também foram implantados a telemedicina são: Hospital Regional Norte (Sobral, CE) e Hospital Federal Cardoso Fontes (Rio de Janeiro, RJ).

Para o titular da SES, doutor Edgar Tollini,“este projeto veio para somar as nossas ações e para ofertar uma assistência de qualidade aos pacientes que é o nosso principal foco, além de subsidiar a troca de conhecimentos com nossos profissionais que se dedicam com afinco em prol do paciente”, afirmou.

Este trabalho faz parte do Programa de Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) do Ministério da Saúde, voltado ao fortalecimento do SUS, especificamente em Telemedicina. “É uma iniciativa incrível. Por meio deste projeto temos a possibilidade de compartilhar informações em tempo real, por videoconferências, entre a equipe de Moinho de Ventos e equipes assistenciais da nossa unidade. Utilizamos todos os dias, com visita em cada leito. Solicitamos reuniões com nossos especialistas e com os especialistas do Hospital Moinhos de Vento e apresentamos caso clínicos complexos, tendo assim a oportunidade de receber orientações, discutir os casos clínicos e diagnósticos com os neuropediatras, radiologista pediátrico e infectologistas que atuam no hospital de Porto Alegre”, declarou a médica pediátrica intensivista do HGP, Dra. Maria Regina KomKa.

Segundo a médica especialista, quando o paciente é internado na UTI, já é cadastrado previamente no sistema do projeto, com autorização da família para liberação de imagens. “O médico do Hospital gaúcho possui os dados e a imagem do paciente (pela câmera) e conversamos sobre o caso”, explicou.

Sobre a UTIP

A Utip do HGP, dispõe de equipe multidisciplinar qualificada e presta assistência contínua ininterrupta (24 horas), e atende pacientes de todas as patologias desde os 30 dias de vida até 12 anos.

Veja Também