No Tocantins

Hospital Estadual de Combate à Covid-19 completa seis meses de funcionamento

22/02/2021 17h03 - Atualizado em 22/02/2021 17h05
Foto: André Araújo/Governo do Tocantins
Francisco foi um das centenas de pacientes que receberam alta hospitalar

Unidade já atendeu cerca de 600 pacientes e concedeu aproximadamente 400 altas hospitalares

Custeado pelo Governo do Tocantins e gerenciado pelo Instituto Saúde e Cidadania (ISAC), o Hospital Estadual de Combate à Covid-19 (HECC), completou no domingo 21 de fevereiro, seis meses de funcionamento. Neste período, a unidades já recebeu (até 19/02/2021), 571, dos quais 376 receberam alta por melhora, 105 foram transferidos para outras unidades hospitalares e 53 foram a óbitos.

Um dos mais de 300 pacientes que já receberam alta na unidade foi o agente de portaria, Francisco Marcos de Souza, de 52 anos, morador de Manaus, que se disse satisfeito com o acolhimento recebido. “Quando soube que vinha para o Tocantins eu fiquei tranquilo e com esperança, pois sabia que aqui seria bem tratado, como de fato, fui. Por um milagre de Deus e os cuidados que recebi de toda equipe hospitalar, estou voltando para casa. Venci a Covid!”, exclamou.

Para o secretário de Estado da Saúde, Dr. Edgar Tollini, “o trabalho realizado no Hospital Estadual de Combate à Covid-19 segue as diretrizes das unidades geridas pelo Executivo Estadual, as quais primam pela qualidade, agilidade e eficiência no atendimento à população usuária do Sistema Único de Saúde, principalmente no que se refere ao combate à Covid-19, que é uma das nossas prioridades neste momento de pandemia”, afirmou.

Segundo a diretora geral do HECC, Cynthia Rosa, “hoje estamos fazendo seis meses de funcionamento, de entrega, trabalho e muita luta. Começamos a trabalhar sem saber o que nos esperava, foi intenso, tivemos algumas perdas, infelizmente, mas trabalhamos muito e tivemos muito êxito em nosso tratamento, com um protocolo, que se mostrou eficaz. Todos os nossos pacientes saem agradecido a Deus e a nossos colaboradores que trabalham todos os dias com muito amor e carinho e muito empenho”, destacou.

Para a assistente social, Márcia Regina, “tem sido gratificante e desafiador, estar na linha de frente, administrando os sentimentos e atuar no acolhimento das famílias, com orientação da melhor qualidade, com os parentes que não podem acompanhar os pacientes internados”, afirmou.

O HECC

O HECC conta com 60 leitos clínicos e 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) além de uma equipe com 214 profissionais contratados; 40 terceirizados e 53 médicos intensivistas e clínicos nas seguintes especialidades: Infectologia, Cardiologia, Radiologia, Nefrologia/Diálise, Ginecologia e Obstetrícia, Cirurgia Geral e Anestesiologia.

Nesta segunda-feira, 22, o hospital funcionava com 100% de ocupação dos leitos de UTI (10/10) e 62% de lotação dos leitos clínicos (37/60).

Veja Também