Recuperação asfáltica

Governo do Tocantins corrige erosão causada pelas chuvas entre Goiatins e Campos Lindos

07/04/2021 14h10 - Atualizado em 07/04/2021 14h14
Foto: Ageto/Governo do Tocantins
Realizada a recomposição do pavimento, mas uma nova capa asfáltica será construída no local após alguns dias consecutivos de sol

A recuperação e recomposição de pavimento em erosão causada pelas chuvas na TO-226, no trecho entre Goiatins e Campos Lindos foi terminada nesta terça-feira,6 de abril.

O Governo do Tocantins, por meio da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), concluiu nessa terça-feira, 6, a recuperação de uma erosão que ameaçava a integridade da Rodovia TO-226, causada por fortes chuvas, no trecho entre Goiatins e Campos Lindos. Os serviços estavam sendo realizados desde o dia 30 de março.

A rodovia é muito utilizada no escoamento da soja produzida em Campos Lindos e região, onde tem os armazéns das empresas Batavo e da Bunge. A região é grande produtora de grãos devido ao projeto Prodecer (Programa Nipo-Brasileiro para o Desenvolvimento do Cerrado).

De acordo com o coordenador na Residência Rodoviária de Araguaína, Maurício Pedro, a erosão foi causada pela grande incidência de chuvas que danificou a tubulação de um bueiro existente no local. “Nós corrigimos o bueiro e realizamos a recomposição do pavimento, pois o serviço de nova capa asfáltica no local será feito após alguns dias consecutivos de sol”, explica.

O problema foi identificado durante trabalho de monitoramento da rodovia pela Residência Rodoviária da Ageto em Araguaína, que tomou imediatas providências para evitar danos aos motoristas. O trecho foi sinalizado e uma equipe de engenharia após avaliar o problema iniciou a recuperação para garantir a integridade da via.

A secretária do Estado da Infraestrutura e presidente da Ageto, Juliana Passarin, destaca a ação governamental para solucionar o problema em um curto prazo. “Nós estamos desenvolvendo um trabalho de monitoramento de norte a sul do Tocantins com objetivo de garantir agilidade nas intervenções a assegurar a trafegabilidade da malha viária do Estado”, pontua.

Veja Também