Após denúncia

Seciju esclarece que não houve convocação de servidores do grupo de risco para voltar às atividades presenciais

07/04/2021 15h47 - Atualizado em 07/04/2021 16h23
Foto: Divulgação

Em esclarecimentos a denúncia anônima, sobre a convocação de servidores do grupo de risco do Case - Centro de Atendimento Socioeducativo, a retornar ao trabalho em regime presencial, a Secretaria de Cidadania e Justiça (Seciju) ressalta que não houve tal convocação dos trabalhores. 

 "A Pasta informa que, todos os servidores afastados de suas atividades laborais que se enquadram no grupo de risco para contaminação à Covid-19 foram orientados a apresentar novo pedido de afastamento, apresentando laudos ou documentos comprobatórios com base no novo Decreto Estadual (6.230/2021)", diz a nota.

Sobre a falta de máscaras e álcool em gel, a Seciju desmente a afirmação e informa que "no Sistema Socioeducativo a limpeza e sanitarização é realizada semanalmente, em todas as dependências das nove unidades socioeducativas com apoio do Corpo de Bombeiro, disponibilização de equipamentos de proteção individual, como máscara e álcool 70%".

Confira a nota da Secretaria da Cidadania e Justiça na íntegra abaixo
 
A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) esclarece que não houve convocação de servidores do grupo de risco a voltarem às atividades presenciais. A Pasta informa que, todos os servidores afastados de suas atividades laborais que se enquadram no grupo de risco para contaminação à Covid-19 foram orientados a apresentar novo pedido de afastamento, apresentando laudos ou documentos comprobatórios com base no novo Decreto Estadual (6.230/2021) publicado no DOE nº 5.807 e em conformidade à Instrução Normativa (IN nº 3/2021) publicada no DOE nº 5.808 por meio da Secretaria de Estado da Administração (Secad).

A Seciju também ressalta que têm seguido protocolos de segurança para prevenção ao Coronavírus no âmbito de todas as suas frentes de atuação. No Sistema Socioeducativo, por exemplo, limpeza e sanitização, semanalmente, em todas as dependências das nove unidades socioeducativas com apoio do Corpo de Bombeiro; disponibilização de equipamentos de proteção individual, como máscara e álcool 70%; suspensão das visitas presenciais, conforme Decretos vigentes, ocorrendo por meio de televisitas e videochamadas; testagem em massa de servidores e adolescentes, entre outros. 

Veja Também