Em Porto Nacional

Homem procurado por crime de roubo é preso pela Polícia Civil com drogas e armas de fogo

17/09/2021 18h30 - Atualizado em 17/09/2021 18h32
Foto: DICOM SSP TO
Polícia Civil apreende armas de fogo e drogas com foragido da Jsutiça em Porto Nacional

Homem teria cometido crime de roubo em Porto Nacional no ano de 2014

Um homem foragido da Justiça e procurado por um crime de roubo, cometido em 2014, foi preso pela Polícia Civil, em flagrante delito por tráfico de drogas e posse irregular de armas de fogo. A prisão ocorreu durante ação realizada por policiais civis da 7ª Divisão de Combate ao Crime Organizado (7ª DEIC), com apoio de agentes da 8ª Delegacia de Atendimento à Mulher e Vulneráveis (8ª DEAMV).

Coordenada pelo delegado-chefe da 7ª DEIC, Túlio Pereira Motta, a operação que resultou na captura do foragido da justiça tinha por objetivo dar cumprimento a um mandado de prisão em desfavor do indivíduo de 25 anos. Segundo a autoridade policial, o homem estava foragido há cerca de um ano, logo depois que a justiça havia expedido mandado pelo crime, praticado no ano de 2014.

“Ocorre que depois de localizar o paradeiro do suspeito, os policiais civis encontraram em poder dos mesmo quatro invólucros de substância semelhante à “cocaína”, além de 200 gramas da mesma substância, que estavam próximo a ele, além de um revólver Taurus, calibre 38 e uma espingarda artesanal calibre .22”, ressaltou a autoridade policial.

A prisão aconteceu no estábulo do Parque de Exposição Agropecuário de Porto Nacional. As investigações da 7ª DEIC apontam que o investigado estava transitando diariamente entre as cidades de Palmas e Porto Nacional. “Existe a suspeita que, nas últimas semanas, o foragido da justiça estaria transportando substâncias entorpecentes da Capital para revender na cidade de Porto Nacional”, disse o delegado.

Após ser capturado, o homem foi conduzido até a Central de Atendimento da Polícia Civil, em Porto Nacional, onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo. Na ocasião, o delegado plantonista também deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva, em aberto, pelo crime de roubo. Após a realização das providências legais cabíveis, o indivíduo foi recolhido à Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional, onde ficará à disposição da Justiça.


 

Veja Também