Em Augustinópolis

Governador Carlesse prestigia início das aulas do curso de Medicina e anuncia orçamento próprio para a instituição

01/10/2021 10h48 - Atualizado em 01/10/2021 10h51
Foto: Esequias Araújo/Governo do Tocantins
Governador anunciou que vai encaminhar um projeto de lei à AL que visa vincular um percentual do orçamento para a Unitins

Aula magna ocorreu na noite dessa quinta-feira, 30

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, fez questão de participar na noite dessa quinta-feira, 30, da aula magna que marcou o início do curso de graduação em Medicina, do campus da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) em Augustinópolis, na região do Bico do Papagaio. Além da aula magna, também foi realizada a cerimônia de entrega dos jalecos. Na ocasião o Governador anunciou que a Unitins terá um percentual vinculado por lei no orçamento.

Augustinópolis foi escolhida como sede do curso pela localização na região, as potencialidades e por já contar com um campus com o curso de Enfermagem o que viabiliza aproveitamento e ampliação de laboratórios na área de saúde. Além de Medicina e Enfermagem, o campus conta ainda com graduações em Direito e Ciências Contábeis.

Na ocasião, foram apresentados o projeto pedagógico, a estrutura acadêmica, bem como, as perspectivas e desafios da graduação. Para o governador Mauro Carlesse o evento foi um momento de orgulho e emoção e que a implantação do curso de Medicina em Augustinópolis foi um desafio muito grande, que contou com o apoio de parlamentares e toda a equipe de Governo. Na oportunidade o Governador anunciou que vai encaminhar um projeto de lei à Assembleia Legislativa que visa vincular um percentual do orçamento para a Unitins e que já determinou estudos para implantação de mais 20 cursos no Estado. A sua mensagem aos acadêmicos é que sejam profissionais voltados para ajudar as pessoas."O que eu peço a vocês é que usem a profissão em benefício do próximo e espero que daqui a seis anos possa participar da formatura desta primeira turma", ressaltou.

O reitor da instituição, Augusto Rezende, destacou que a primeira mensagem é de agradecimento pela implantação do curso e realizar o primeiro vestibular com mais de 7 mil candidatos. "Hoje aqui recebemos os 40 melhores, que estão prontos para entrar na nossa Universidade, participar dos nossos planos de disciplina e, principalmente, acreditar na nossa instituição. Temos certeza que vamos entregar esses alunos ao sistema de saúde do Tocantins e do Brasil devidamente preparados, sabendo da saúde pública, das dificuldades que é trabalhar com a área da saúde, principalmente sabendo do dever social que é um curso de Medicina para o Bico do Papagaio", ressaltou.

O secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini, ao se referir à ousadia do Governador em implantar o curso de Medicina em Augustinópolis ressaltou que "tudo é impossível até que alguém o faça". "O senhor provou que é determinado e sensível aos problemas dessa região e hoje estamos aqui realizando esse sonho que parecia impossível para muitos".

A aula inaugural foi marcada pela palestra do professor doutor Neilton Araújo de Oliveira, com o tema A formação médica para o desenvolvimento regional e do Sistema Único de Saúde. O palestrante é médico e professor, especialista em Saúde Pública e em Políticas e Estratégias Nacionais, mestre em Saúde Coletiva, doutor em Ciências (Ensino de Biociências e Saúde). É assessor do Ministério da Saúde, Conselheiro e membro da Mesa Diretora do Conselho Nacional de Saúde e do Comitê de Acompanhamento da covid-19.

Neilton Araújo destacou que o momento é de festejar, porque se trata de um fato histórico, fruto de um esforço coletivo. Para ele, esse curso representa uma integração muito forte. Ele fez uma reflexão histórica da medicina e da sua inserção na equipe da saúde. Segundo ele, a saúde é o fator de desenvolvimento mais importante em qualquer lugar do mundo e o curso de Medicina é um instrumento muito importante de articulação e integração das políticas governamentais, da participação da sociedade e da formação de conhecimento para essa região. "Acredito na potencialidade desse curso, tanto como instrumento de formação como na continuação de esforços para o desenvolvimento do Bico do Papagaio, do sul do Maranhão e do sul do Pará", ressaltou.

O coordenador do curso, Victor Giovannino, saudou os presentes, em especial ao Governador e os pais que acompanhavam o evento, e destacou a responsabilidade da Instituição em ter sido escolhida pelos estudantes para a realização do curso superior. “Vocês confiaram a nós a realização dos seus sonhos e eu desejo que vocês não sejam apenas médicos, mas sobretudo humanos", frisou lembrando a expectativa da população local em torno do curso.

Entrega de jalecos

A cerimônia de entrega dos jalecos, simbolicamente marca o início das suas vidas no curso e o comprometimento com a profissão que escolheram. O ato de entrega aos acadêmicos foi feito pelos padrinhos, escolhidos pelos próprios acadêmicos.

Acredita-se que o jaleco tenha sido utilizado pela primeira vez durante o surto de peste bubônica na Europa do século XIV. Portanto, a entrega do jaleco é uma cerimônia importante, porque simboliza o comprometimento com a profissão.

Presenças

O evento contou com a presença do deputado federal Carlos Gaguim; deputados estaduais; comunidade médica e profissionais de saúde; além de prefeitos e autoridades de toda a região. 

Veja Também