No Tocantins

Meio ambiente percorre as bacias hidrográficas para monitorar quantidade e qualidade da água

27/10/2021 13h56 - Atualizado em 27/10/2021 13h57
Foto: Marcel de Paula/Governo do Tocantins
Medição da quantidade e qualidade da água é feita com a utilização de sondas multiparâmetros

São duas equipes em campo, uma que mede a qualidade da água e outra que realiza a manutenção preventiva e corretiva das Plataformas de Coletas de Dados.

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Recurso Hídricos, está com equipes em campo realizando o monitoramento da quantidade e qualidade da água em 65 pontos das bacias hidrográficas do Tocantins. A ação conta com duas equipes, uma que mede a qualidade da água através de sondas multiparâmetros, e outra que realiza a manutenção preventiva e corretiva das Plataformas de Coletas de Dados (PCD´s).

Foram percorridos o Rio Providência, em Miranorte, Rio Tocantins em Miracema, Rio Sono em Novo Acordo , Ribeirão dos Mangues e Rio Areias em Porto Nacional, Rio Crixás em Brejinho do Nazaré e Rio Balsa em Aparecida do Rio Negro.

Na semana passada os técnicos visitaram a região do Bico do Papagaio, percorrendo as bacias do Corda, Lontra e Rio Araguaia. Em seguida, as amostras de água serão coletadas em trechos do Rio Tocantins em Palmeirante, Rio das Cunhas em Bernardo Sayão, Rio Jenipapo em Arapoema, Rio Araguaia em Pau d´Arco e Couto Magalhães.

A medição da quantidade e qualidade da água é feita com a utilização de sondas multiparâmetros que analisam fatores físicos no próprio local como condutividade elétrica, temperatura da água, temperatura do ar, ph, turbidez e componentes sólidos.

Além disso, os técnicos também coletam amostras de água para serem enviadas ao laboratório para análise de parâmetros químicos e biológico como coliformes termotolerantes, níveis de nitrogênio e fósforo total. Este trabalho é desenvolvido por meio do Programa Nacional de Avaliação da Qualidade da Água (PNQA).

Investimentos

A gestão dos recursos hídricos realizada pela Semarh tem colocado o Tocantins no ranking dos estados no cumprimento de metas estabelecidas pelo Programa Nacional de Avaliação da Qualidade das Águas – PNQA da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA).

“Um dos princípios fundamentais da nossa política estadual de recursos hídricos é assegurar água com quantidade e qualidade adequada para os diversos usos múltiplos como irrigação, abastecimento doméstico, geração de energia, turismo e lazer”, afirma a secretária do Meio Ambiente e Recursos Hídricos Miyuki Hyashida.

Neste sentido, já foram investidos pelo Estado em parceria com a ANA, mais de R$ 3 milhões na compra de equipamentos avançados para auxiliar no monitoramento da quantidade e qualidade da água.

Ao todo, o Tocantins já conta com 47 Plataformas de Coletas de Dados (PCD`S) em funcionamento para medição do índice de chuvas, nível e vazão dos rios. As PCD´s, movidas a energia solar, transmite os dados via satélite para a Sala de Situação da Semarh, onde é produzindo o Boletim Hidrometereológico diário em parceria com a Ana.

Segundo o diretor de Planejamento e Gestão dos Recursos Hídricos, Aldo Azevedo, já estão em processo de licitação a compra de mais 20 plataformas que serão instaladas em 2022.

“Até o final do ano vamos receber ainda mais 10 sondas multiparâmetros de qualidade de água com plataformas flutuantes para reforçar o nosso trabalho de monitoramento”, adiantou.  

Veja Também