Evento em formato híbrido

Perigo da automedicação e fake news na promoção da saúde foram temas abordados na abertura da Arena Fesp

02/12/2021 12h09 - Atualizado em 02/12/2021 12h19
Foto: Lia Mara

Evento com formato híbrido acontece presencialmente no Parque da Pessoa Idosa Francisco Xavier de Oliveira e on-line pelo canal da Fesp no YouTube

Combate à desinformação. Esse foi o mote da primeira noite da Arena Fesp 2021, evento da Prefeitura de Palmas, realizado pela Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp), em parceria com a Secretaria da Saúde (Semus), que trouxe o tema ‘Desafios da Rede de Atenção à Saúde’, realizada este ano em formato híbrido, presencial no Parque da Pessoa Idosa Francisco Xavier de Oliveira e on-line pelo canal da Fesp no YouTube, a partir das 19 horas.

“Este ano, o tema levou em consideração a situação dos desafios enfrentados durante a pandemia que ainda não acabou. Vamos discutir o que nos espera, pois estamos vendo uma nova variante e teremos três dias para debater a saúde pública, para unir forças pensando em combater esta doença e salvar vidas. Nos comprometemos em capacitar os profissionais de saúde para que saiamos cada vez mais preparados para os desafios diários”, declarou a presidente da Fesp, Marttha Ramos, agradecendo as equipes envolvidas na organização do evento.

Na primeira roda de conversa da noite 'Saúde para Além da Doença', a doutora em Farmacologia Eliane Campesatto trouxe o perigo da automedicação na busca pela cura. “A automedicação pode causar outros problemas na pessoa, problemas que muitas vezes ela não tem. Nesta pandemia ficou muito evidente de que a automedicação não é adequada. Tentar ter saúde com recursos não saudáveis, com medicamentos cientificamente não comprovados para a doença, e pior, se recusando a adotar recomendações sanitárias e posteriormente à vacina, colocou diversas vidas em risco, inclusive muitas delas se foram”, enfatizou Eliane.

Ainda sobre o perigo da desinformação, durante a roda de conversa ‘O Papel da Comunicação, Informação e da Tecnologia na Melhoria da Saúde Pública’, o jornalista e apresentador de TV Thiago Rogeh ponderou: “Hoje com a chegada da tecnologia a pessoa do outro lado também produz conteúdo e esta pessoa começou a ter mais voz, mas às vezes até perde o tom. Com isso, às vezes temos outro porém, que são as fake news, muito evidenciadas nesta pandemia e que deram muito trabalho ao jornalismo tradicional que gastou muita energia em desmentir falsas notícias que é algo muito danoso para a população. Os veículos sérios têm o comprometimento de contratar jornalistas profissionais diplomados que sabem tratar a informação e levar o melhor conteúdo à população, é diferente de qualquer notícia que corre nas redes sociais. Temos uma parcela negacionista armada tecnologicamente mas estamos aqui, resistentes, tentando levar conteúdo claro e de qualidade."

A secretária de Comunicação da Prefeitura de Palmas, Ivonete Motta, reiterou que comunicação e tecnologia já eram interligadas. “Nesta pandemia essa relação ficou mais evidenciada. Não se sabia muito sobre essa doença. Quando a imprensa repetiu exaustivamente as medidas necessárias contribuiu com a questão sanitária do município, já que as pessoas acabaram assimilando essas informações e colaborou com a comunicação pública em desmentir as fake news já que somos fontes oficiais. Trabalhamos incessantemente para combater qualquer ruído e levar informação verdadeira e clara a todos. Percebo que os processos comunicacionais avançaram e continuam a avançar graças à tecnologia, mas devemos sempre lembrar que a pandemia ainda não acabou”, disse a secretária.

Neste primeiro dia participaram ainda o coordenador do Núcleo em Tecnologia em Saúde Fesp, Guilherme de Carvalho; jornalista e diretor do portal Folha Capital, Márcio Rocha; Profª. Dra. Luciana Fioroni (UFSCAR), fisioterapeuta e preceptor da Fesp Mário Freitas, enfermeiro residente em Saúde Coletiva da Fesp, Halanderlan Santana Lima.

Surgida em 2013, a Fesp vem se fortalecendo com a educação em saúde, práticas integrativas, formação por meio de residência, cursos de formação continuada dos trabalhadores do SUS da Rede Municipal de Saúde e do Estado por meio de parcerias.

Abertura oficial

A médica e cantora Gabriela Raia, artisticamente conhecida como Raia, abriu o espaço dedicado a cultura ‘Tenda Paulo Freire’, com o clipe da música “Deixa Raiar”, de sua autoria. Representando a prefeita Cinthia Ribeiro, o secretário de Governo e de Finanças, Rogério Ramos, agradeceu a oportunidade. “Bom vivermos em eventos como estes, presenciais. A prefeita Cinthia tem um carinho muito especial pela saúde e sempre a põe em destaque. Tenho certeza que aqui teremos uma grande caminhada na construção do conhecimento”, disse Ramos.

“Parabenizo pelo tema que é nosso dia a dia, em nível de gestão e cuidados. Esta semana mesmo encaminhamos o PPA, que traz novos projetos para os próximos três anos que só são possíveis com a formação dos nossos servidores, por isso agradeço a Fesp por mais este momento firmado e desejo um excelente evento a todos”, declarou o secretário executivo da Semus, Daniel Borini, na oportunidade, representando o secretário Thiago Marconi.

Como participar

A programação do evento pode ser conferida nos seguintes links:

1º dia 01/12/2021

https://youtu.be/yYtuDSPfVFU

2º dia 02/12/2021 -

https://youtu.be/ULoNG-qvVVM

3º dia 03/12/2021 -

https://youtu.be/uUzGLzDuPOM

Para ter acesso à programação completa, acesse aqui.  

Veja Também