Dezembro Laranja

Saúde incentiva campanha para prevenção e diagnóstico precoce do câncer da pele

06/12/2021 13h31 - Atualizado em 06/12/2021 13h33
Foto: Nielcem Fernandes
O câncer da pele responde por 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil

Em 2021, 15 casos da doença foram registrados no Tocantins

Conscientizar a população sobre os cuidados e prevenção ao Câncer da Pele. Este é o objetivo do Dezembro Laranja, mês dedicado para reflexões e alertas sobre as práticas visando evitar o câncer mais comum no país e no mundo. Considerando a importância do tema, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) chama atenção da população para os cuidados necessários, a fim de evitar o câncer da pele, que segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), responde por 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil.

“O câncer da pele é o câncer maligno mais frequente no ser humano e está diretamente ligado à exposição ao sol. Precisamos nos conscientizar que é um tumor de fácil diagnóstico, mas requer atenção. Geralmente são pintas que aumentam de tamanho ou mudam de cor, ou lesões que nunca cicatrizam. O câncer da pele, quando diagnosticado precocemente, tem 100% de chances de cura. Apesar disso, ainda recebemos pacientes com casos avançados da doença por falta de informação”, explicou a médica dermatologista que atua área da oncodermatologia do Hospital Geral de Palmas (HGP) e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Luciane Prado.

No Tocantins, segundo o Painel Oncologia Brasil (registros na rede pública), houve uma redução no número de casos de câncer da pele em 2021, em comparação com o ano de 2020. Em 2020 foram 41 casos registrados, enquanto em 2021, apenas 15 foram contabilizados.

Tipos

O tipo mais comum, o câncer da pele não melanoma, tem letalidade baixa, porém, seus números são muito altos. A doença é provocada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Essas células se dispõem formando camadas e, de acordo com as que forem afetadas, são definidos os diferentes tipos de câncer. Os mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares. Mais raro e letal que os carcinomas, o melanoma é o tipo mais agressivo de câncer da pele.

Medidas de proteção

Por ser um câncer diretamente ligado à exposição ao sol, alguns cuidados são necessários para evitar a doença. Segundo a SBD, as principais medidas de proteção são: usar chapéus, camisetas, óculos escuros e protetores solares; evitar a exposição solar e permanecer na sombra entre 10 e 16 horas (horário de verão); usar filtros solares diariamente, e não somente em horários de lazer ou de diversão; utilizar um produto que proteja contra radiação UVA e UVB e tenha um fator de proteção solar (FPS) 30, no mínimo; reaplicar o filtro solar a cada duas horas ou menos, nas atividades de lazer ao ar livre; observar regularmente a própria pele, à procura de pintas ou manchas suspeitas.

Veja Também