Na Assembleia Legislativa

Prof. Júnior Geo apresenta ações de combate à pandemia e pede celeridade na vacinação

23/03/2021 18h26 - Atualizado em 23/03/2021 18h28
Foto: Talita Gregório

A crise global provocada pela pandemia de Covid-19 trouxe diversas consequências para a rede de saúde pública e privada do Tocantins e, com o intuito de preservar vidas e amenizar os impactos do coronavírus na população tocantinense, o deputado estadual Professor Júnior Geo (PROS) vem atuando na Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins (Aleto) na defesa de medidas para conter o avanço da doença.

Recentemente, o parlamentar apresentou em plenário diversos requerimentos que buscam atender às demandas da saúde em todo o território tocantinense. É o caso do requerimento que solicita informações sobre a regularidade dos níveis de oxigênio nos hospitais e se existe risco de desabastecimento para unidades, haja visto as consequências do problema que aconteceu no estado do Amazonas, considerando os métodos que necessitam do fornecimento de oxigênio para recuperação de pacientes infectados.

O deputado destinou também quase R$ 2 milhões em emendas parlamentares às principais unidades hospitalares públicas do Tocantins, recursos esses destinados que poderão dar suporte à saúde das cidades de Porto Nacional, Paraíso do Tocantins, Gurupi e Palmas, bem como para as regiões desses municípios. O valor está empenhado e aguarda a disponibilização por parte do poder executivo estadual para auxiliar àqueles que precisam de um tratamento intensivo.

Vacinação

Geo tem se posicionado a favor de uma ampla campanha de imunização da população e se mantém atento aos números divulgados pelas entidades de saúde. O deputado chegou a apresentar um Projeto de Lei (PL) que busca coibir quem “furar a fila” de vacinação no estado, prevendo multas de até 10 salários mínimos e perda de cargo para o infrator e agente público que for responsável pela aplicação.

Outro documento de sua autoria pede celeridade aos órgãos estaduais competentes para que seja criada uma Força Tarefa estadual para ajudar os municípios tocantinenses com estrutura, apoio de logística e segurança. A intenção da proposta é efetuar parcerias com as prefeituras municipais para garantir a imunização da população tocantinense segundo as ordens dos grupos prioritários, de acordo com o recebimento de doses do imunizante.

“A realização de parcerias e mutirões entre os entes governamentais estaduais e as prefeituras dos nossos municípios garantirão maior agilidade na vacinação. Temos também o objetivo de fazer cumprir as regras de prioridade estabelecidas e precisamos de transparência em todo o processo, pois não podemos permitir que a fila de imunização seja furada no Tocantins”, destacou o parlamentar.

Por Guilherme Paganotto
 

Veja Também