No interior do Estado

Homem investigado por estupro de sua enteada e também das filhas dela é preso em Monte do Carmo

19/04/2021 17h13 - Atualizado em 19/04/2021 17h34
Foto: 76ª DP, Monte do Carmo
Armas de fogo apreendidas pela Polícia Civil em Monte do Carmo

Ação foi realizada pela Polícia Civil na manhã desta segunda-feira, 19, na zona rural de Monte do Carmo.

Um indivíduo de 57 anos de idade, suspeito de praticar crimes de estupro de vulnerável, foi preso pela Polícia Civil na manhã desta segunda-feira, 19. A prisão do indivíduo foi efetuada na zona rural da cidade de Monte do Carmo durante ação de combate à criminalidade realizada pelas equipes da 76ª Delegacia daquela unidade policial.

Coordenada pelo delegado Wagner Rayelly Pereira Siqueira, a ação policial foi deflagrada para reprimir delitos de natureza sexual e também dar cumprimento a mandado de prisão preventiva contra o homem que já era investigado há vários anos por, supostamente, abusar sexualmente de uma enteada e também das filhas dela.

Conforme a Polícia Civil, o investigado foi preso próximo ao local onde reside, porém, ao perceber a aproximação dos policiais civis ele teria tentado evadir do local no momento em que a policial anunciou o cumprimento do mandado de prisão. Segundo o delegado Wagner Pereira, responsável pelo caso, devido a natureza clandestina do cometimento do delito, a dificuldade de encontrar testemunhas, bem como o difícil acesso à região do local dos fatos, muitos elementos de informação tiveram que ser detalhados para o melhor aproveitamento.

Durante o cumprimento da ordem judicial, os policiais civis encontraram três armas de fogo de fabricação artesanal, tipo espingardas, motivo pelo qual, além do mandado de prisão, o indivíduo recebeu voz de prisão também por esse outro crime. Após ser capturado, o homem foi conduzido até a sede da Central de Atendimento da Polícia Civil, em Porto Nacional, e depois de realizados os procedimentos legais cabíveis, recolhido à Casa de Prisão Provisória da cidade, onde aguardará manifestação da Justiça.

A diligência contou com o apoio da 7ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (7ª DEIC), de Porto Nacional e da 71ª Delegacia de Polícia Civil também de Porto Nacional. O delegado Wagner Rayelly ressalta que a Polícia Civil tem intensificado o combate aos delitos de natureza sexual praticados nas zonas rurais do interior do estado. “É de suma importância que as pessoas que tenham conhecimento acerca da prática desses crimes bárbaros informem os órgãos estatais para que sejam iniciadas as investigações e os acompanhamentos que se fizerem necessários”.

Na oportunidade, a Polícia Civil reafirma o seu compromisso em defesa da sociedade!

Veja Também