Desvios podem chegar aos R$ 140 milhões

PF deflagra Operação no combate às fraudes nos benefícios emergenciais no Tocantins e mais seis estados

29/04/2021 10h33 - Atualizado em 29/04/2021 10h39

Ação de hoje investiga desvios que podem chegar aos R$ 140 milhões em sete estados



Brasília/DF - A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 29,  a Operação Quinta Parcela, em continuidade ao combate às fraudes aos Benefícios Emergenciais, instituídos em razão da pandemia.

A ação resulta da união de esforços denominada Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE), da qual participam a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, CAIXA, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União.

Os objetivos da atuação conjunta são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas, com a identificação de seus integrantes e recuperar os valores para o erário.

Já somada a ação de hoje, já foram realizadas 70 operações policiais visando o combate às fraudes, com o cumprimento de mais de duas centenas de Mandados de Busca e com a prisão de mais de 30 pessoas.

Em todo o País estão sendo cumpridos 37 Mandados de Busca e Apreensão, cinco Mandados de Prisão Temporária e três Mandados de Sequestro de Bens, perfazendo um total de aproximadamente de R$ 140 mil bloqueados por determinação judicial.

As ações estão sendo efetivadas nos Estados do Pará, Tocantins, Goiás, Rondônia, Mato Grosso do Sul, Pernambuco e São Paulo, com a participação de aproximadamente 140 Policiais Federais.

Destaca-se que em razão da atual crise de saúde pública, foi adotada logística especial de preservação do contágio com distribuição de EPI’s a todos os envolvidos, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas e investigados.  

Veja Também