No Tocantins

Produtores de rebanho de bovídeos devem vacinar animais contra aftosa até segunda, 31

28/05/2021 17h19 - Atualizado em 28/05/2021 17h22
Foto: Adapec/Governo do Tocantins
Nesta etapa, todos os bovídeos devem ser vacinados contra febre aftosa

Expectativa é vacinar cerca de 9 milhões de bovídeos no Tocantins

Pecuaristas tocantinenses devem atentar-se para o fim do prazo da primeira etapa da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa, que encerra na segunda-feira, 31. Já a comprovação da vacinação, que também é obrigatória, segue até o dia 10 de julho. A expectativa do Governo do Tocantins, por meio da Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec), é vacinar todo o rebanho de bovídeos (bovinos e bubalinos) que soma cerca de 9 milhões de animais.

De acordo com o responsável pelo Programa Estadual de Vigilância em Febre Aftosa da Adapec, João Eduardo Pires, nesta etapa da campanha, deverão ser vacinados todos os bovídeos da propriedade, independente da faixa etária. “A vacinação está ocorrendo dentro da normalidade, mas, queremos reforçar àqueles pecuaristas que ainda não vacinaram o rebanho para que façam o quanto antes, pois não haverá prorrogação de prazo da campanha”, ressalta João Eduardo.

Para declarar o rebanho, o produtor rural deverá apresentar a carta-aviso preenchida com dados dos rebanhos juntamente com a nota fiscal das vacinas, em uma das unidades da Adapec, presente em todo o Estado. E de quem deixar de vacinar será cobrada multa no valor R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada. A emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA) está condicionada à comprovação da vacinação.

Veja Também