Podem pegar até 12 anos de prisão

Operação da Polícia Federal combate comércio de moeda falsa na capital tocantinense

17/06/2021 10h33 - Atualizado em 17/06/2021 10h38
Foto: Divulgação

Os investigados são suspeitos de integrar Organização Criminosa especializada na fabricação de moeda falsa e promover a distribuição das cédulas em cidades do estado do Tocantins


Palmas/TO – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 17,  a Operação “Fake Cash”, que tem como objetivo investigar e coibir a comercialização de moeda falsa na cidade de Palmas/TO. Aproximadamente 10 Policiais Federais cumprem 1 mandado de prisão preventiva e 1 mandado de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Tocantins, nas cidades de Palmas/TO e Monte do Carmo/TO.

Os investigados são suspeitos de integrar Organização Criminosa especializada na fabricação de moeda falsa e promover a distribuição das cédulas em cidades do estado do Tocantins.

Parte dos suspeitos já possuem passagens policiais e condenações pela prática de furtos, receptação, posse e porte irregular de arma de fogo.

Caso sejam condenados, os investigados poderão ser responsabilizados com pena de até 12 anos de reclusão.

Destaca-se que em razão da atual crise de saúde pública, foi adotada logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPI’s a todos os envolvidos, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas e investigados.

Veja Também