Na Assembleia Legislativa

Deputados estaduais aprovam lei que proíbe rinha de cães e galos

01/09/2021 12h12 - Atualizado em 01/09/2021 12h13
Foto: Ascom / HD
Projeto é aprovado pelos deputados estaduais e aguarda ser sancionado

Deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto) aprovaram um Projeto de Lei (PL) que proíbe a rinha de cães e galos. Para valer, ele precisa ser sancionado pelo Governo do Estado.

O infrator que cometer ato de crueldade contra os animais deverá reparar os danos por ele causados, além de multa que pode variar de R$1,5 mil (infração leve) a R$15 mil (infração muito grave). A multa será aplicada de acordo com a gravidade dos fatos e reincidência, dentre outros fatores. O valor será revertido ao Fundo Estadual do Meio Ambiente (Fuema).

A rinha é uma modalidade de briga (luta) entre animais que resulta em atos de crueldade, já que estes saem feridos ou mortos.

O deputado estadual Issam Saado avalia que a prática vem crescendo no Brasil com expressiva quantidade de animais vítimas de maus tratos e atos de crueldade.

“A briga de cães e galos é uma prática antiga, que se enquadra na Lei de Crimes Ambientais como ato de abuso e maus tratos. Entretanto, diante da gravidade, acreditamos ser importante tipificar a conduta numa lei específica para proibir as rinhas e punir os infratores”, defende. 

Veja Também