Cirurgias estão paradas há um ano

Deputado Professor Júnior Geo quer plano de retomada de cirurgias eletivas no Tocantins

02/09/2021 17h56 - Atualizado em 02/09/2021 18h12
Foto: Divulgação

O deputado estadual Professor Júnior Geo (PROS) solicitou à Secretaria de Estado da Saúde, o plano de retomada de realização de cirurgias eletivas. Paralisadas há mais de um ano, as cirurgias eletivas têm uma longa fila de espera no Tocantins e relatos de muito sofrimento e agravamento de quadros clínicos.

Recurso extra

“O Governo Federal disponibilizou aos estados brasileiros, R$ 350 milhões, em recursos extras, para o acesso de pacientes às cirurgias eletivas realizadas no Sistema Único de Saúde. O incentivo aos municípios é para dar celeridade às esperas por cirurgias eletivas de média complexidade e diminuir o tempo para quem aguarda por procedimentos agendados” – explica o professor.

Demandas

De acordo com o SUS, as cirurgias mais demandadas são oftalmológicas: para tratamento de catarata e de doenças da retina. Além dessas, também estão na lista procedimentos para correção de hérnias e retirada da vesícula biliar, vasectomia e laqueadura, além da cirurgia de artroplastia (quadril e joelho).

Informações

Além do planejamento de retomada das cirurgias eletivas, o deputado Professor Júnior Geo solicitou também, informações acerca do detalhamento financeiro para esse plano e esclarecimentos se os valores informados pelo Ministério da Saúde de repasse para essa modalidade de cirurgias estão fazendo parte deste plano.

Cirurgia Eletiva é aquela que pode ser programada, que o paciente pode esperar. Não é considerada de urgência ou emergência.  

Veja Também