em Tupirama

PC identifica adolescentes suspeitos por uma série de atos infracionais análogos a furtos ocorridos nos últimos dias

03/09/2021 15h45 - Atualizado em 03/09/2021 15h48
Foto: DICOM SSP TO
Itens furtados e recuperados pela Polícia Civil

Menores seriam responsáveis por vários atos infracionais de crimes contra o patrimônio em Tupirama

Policiais civis da 50°Delegacia de Pedro Afonso, coordenados pelo delegado, Bernardo José Rocha Pinto identificaram dois adolescentes de 12 e 14 anos, que são suspeitos de praticar uma série de furtos em Tupirama nos últimos dias.

De acordo com a autoridade policial, na madrugada de hoje, por volta de 3h, dois adolescentes tentaram entrar numa casa, no centro de Tupirama. No momento em que o morador do imóvel chegou e percebeu uma movimentação estranha, os adolescentes fugiram, levando algumas roupas e outros objetos. Um vizinho viu os infratores e saiu em perseguição, conseguindo capturar o adolescente de 12 anos.

Na ocasião, o menor disse que, no momento do ato infracional estava acompanhado por sua irmã de 14 anos. A Polícia Militar foi acionada e o adolescente foi apresentado na delegacia.

Após tomar conhecimento dos fatos, a Polícia Civil passou a empreender diligências que resultaram na localização da segunda adolescente infratora (14 anos), bem como na localização de diversas roupas que haviam sido subtraídas em pelo menos outras duas casas, em Tupirama, nesta semana.

Desse modo, às vítimas dos outros atos infracionais de furto compareceram à sede da Delegacia e reconheceram seus pertences. Na oportunidade, a mãe dos irmãos compareceu até a 50 DP, e estava presente quando os menores foram ouvidos pela autoridade policial.

 Durante os procedimentos legais cabíveis, foi gerado BOC (Boletim de Ocorrência Circunstanciado), sendo que os adolescentes responderão por atos infracionais análogos aos crimes de furto qualificado (concurso de pessoas) e o adolescente de 12 anos também responderá por ato infracional análogo ao crime de receptação, uma vez que também estava de posse de um aparelho celular, furtado, em Pedro Afonso, no mês passado.

Por não se tratar de crime cometido mediante violência, os adolescentes, após os procedimentos na delegacia, foram entregues à mãe.

Veja Também