Brigada Prev incêndios ajuda a reduzir focos de incêndio na Capital

10/09/2021 12h50 - Atualizado em 10/09/2021 12h52
Foto: Divulgação

Somente nos meses de julho e agosto de 2021 foram realizadas 60 ações de combate a incêndios florestais

Durante o período de estiagem a ocorrência de queimadas é muito comum nas áreas rural e urbana. Na primeira o uso do fogo ainda vem sendo utilizado como manejo no sistema de produção, desde o preparo da terra até a pré e a pós-colheita. Já na área urbana ocorre como resultado da eliminação de rejeitos e de práticas não conservacionistas como limpeza de lotes baldios.

Somente nos meses de julho e agosto de 2021 foram realizadas 60 ações de combate a incêndios florestais, em Palmas. Das 60 ações de combate a incêndios realizadas nesses meses, a Sala de Situação da Defesa Civil Municipal, através da Brigada PrevIncêndios de Palmas, registrou 20 focos em julho e 40 em agosto.

O trabalho de combate aos incêndios florestais realizado pelos 20 brigadistas da Capital contribuiu para a redução no número de focos de incêndio registrados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que registrou através do monitoramento de queimadas, 32 focos de calor, sendo 11 focos no mês de julho e 21 focos no mês de agosto.

De acordo com a Defesa Civil Municipal, as ocorrências de incêndios florestais, além das ações humanas, também estão relacionadas aos fenômenos naturais climáticos e meteorológicos, associadas ao longo período de estiagem e à baixa umidade relativa do ar, que beneficiam a disseminação e alastramento de incêndio.

Cuidados para evitar queimadas

A Defesa Civil de Palmas cita alguns cuidados que a população deve ter nessa época de estiagem para evitar queimadas, como não utilizar o fogo para limpeza da terra no período de estiagem, não jogar lixo em terrenos baldios ou área pública.

Ainda de acordo com o órgão é importante também que os proprietários de lotes mantenham seus lotes limpos para evitar que materiais inflamáveis sirvam de ponto de ignição para o fogo. Já os proprietários rurais devem promover ações preventivas como a abertura e manutenção de aceiros e a redução do uso de materiais combustíveis.

De acordo com o superintendente da Defesa Civil Municipal, Bruno Maciel, os proprietários de áreas rurais precisam ficar atentos para evitar incêndios de grandes proporções em suas lavouras. “Sempre é bom reforçar as medidas de prevenção, já que fatores como aumento da incidência de ventos, a baixa umidade relativa do ar e a falta de chuvas contribuem para que os incêndios ocorram”, explicou.

Ainda de acordo com Maciel, outro ponto importante é a colaboração da população que deve avisar a Defesa Civil Municipal em caso de focos de incêndio em áreas verdes. “Ao avistar um foco de incêndio, o ideal é que a população ligue imediatamente para o número 153 ou envie mensagem via WhatsApp, para o número (63) 99242-3285 para que possamos debelar o fogo o quanto antes”, alertou.

Veja Também