Em Araguaína

Homem é preso por descumprir medidas protetivas e ameaçar ex-esposa

16/09/2021 15h05 - Atualizado em 16/09/2021 15h16
Foto - DICOM SSP TO
Homem foi preso após descuprir medida protetiva de urgência

Homem foi preso próximo a obra que trabalhava em Araguaína.

No decorrer das ações da operação Maria da Penha, que foi deflagrada nacionalmente pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e também pelo Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, policiais civis da 3ª Delegacia de Atendimento à Mulher (3ª DEAM), de Araguaína, sob o comando das delegadas de polícia Ana Maria Varjal e Sarah Lilian, deram cumprimento a mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem de 50 anos que é investigado por descumprimento de medidas protetivas de urgência no âmbito da Lei Maria da Penha.

De acordo com as autoridades policiais, a unidade especializada abriu inquérito a fim de investigar o descumprimento de medidas protetivas de urgência, uma vez que a vítima registrou boletim de ocorrência relatando que o investigado havia descumprido as medidas protetivas de urgência no mesmo dia que foi informado da decisão judicial, ameaçando matá-la.

Após Decisão Judicial decretando a prisão preventiva do investigado, os policiais civis da 3ª DEAM iniciaram as diligências e localizaram o homem que estava próximo a obra em que trabalhava. Após a prisão, ele foi conduzido até a Central de Atendimento da Polícia Civil, em Araguaína, onde foi dado cumprimento ao mandado judicial.

Depois da realização dos procedimentos legais cabíveis, o indivíduo foi recolhido à Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), onde permanecerá à disposição do Poder Judicial.

Segundo as delegadas Ana Varjal e Sarah Lilian, a operação realizada na quarta-feira reitera o compromisso da Polícia Civil em combater a prática de violência doméstica na cidade de Araguaína.

Veja Também