Para reduzir acidentes no trânsito

Agência de Metrologia verifica novos radares eletrônicos em duas vias de acesso à capital

14/10/2021 10h48 - Atualizado em 14/10/2021 10h51
Foto: Ageto/Governo do Tocantins
Ponte Fernando Henrique Cardoso recebeu três novos radares eletrônicos

Ação acontece na ponte sobre o lago de Palmas e no trevo de saída para Lajeado, pontos em que foram instalados novos equipamentos medidores de velocidade

Visando reduzir acidentes de trânsito, o Governo do Tocantins instalou novos radares eletrônicos nas vias de acesso à cidade de Palmas. Os equipamentos orientam os motoristas sobre as velocidades permitidas nas vias com base em estudos de engenharia de trânsito.

Atendendo ao Regulamento Técnico Metrológico, aprovado pela Portaria do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) nº 544/2014, é obrigatória a verificação de radares de velocidade uma vez por ano ou todas as vezes que o equipamento passar por algum tipo de reparo. Desta forma, a Agência de Metrologia, Avaliação da Conformidade, Inovação e Tecnologia do Estado do Tocantins (AEM-TO), órgão delegado no Tocantins, realiza as operações Verificação Inicial, Periódica e Pós Reparo nos equipamentos de medição de velocidade.

Os radares de trânsito são aparelhos que monitoraram o tráfego de veículos e identificam quando um deles circula acima do limite estabelecido para a via em questão. Para o funcionamento, devem ter seu modelo aprovado pelo Inmetro, atendendo à legislação metrológica em vigor e aos requisitos estabelecidos na resolução do Contran.

Equipamentos novos passam por ensaios metrológicos

Durante essa semana, de 13 a 15 de outubro, cinco equipamentos estão sendo verificados pela equipe de Instrumentos da AEM: os três novos radares da Ponte Amizade e da Integração, que liga Palmas a Luzimangues, e dois radares na TO-010, no trevo de entrada e saída para Lajeado.

A ação acontece a partir das 8h30 é necessário o isolamento do trânsito para a verificação dos radares. Como são equipamentos novos, a ação deve acontecer durante toda a manhã.

O objetivo é atestar a leitura dos medidores de velocidade para veículos automotores em conformidade com a velocidade permitida nas vias, bem como verificar se a velocidade que os radares marcam dos veículos que estão passando por ele está correta e se estão de acordo com o verificado pelo Inmetro.

Para fazer essa primeira vistoria dos radares, um veículo oficial da AEM passa pelo medidor de velocidade, em média dez vezes em cada radar, com um aparelho que é calibrado pelo Inmetro e que ao passar pela barreira eletrônica, compara a velocidade fornecida pelo radar com a do veículo. De acordo com os dados encontrados na vistoria, com base nessa equiparação, o radar pode ser aprovado ou reprovado.

Velocidade das vias

Para o funcionamento, os radares devem ter seu modelo aprovado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), atendendo à legislação metrológica em vigor e aos requisitos estabelecidos na resolução do Contran. No caso da Ponte FHC, o limite máximo de velocidade é de 70 km por hora. Já na TO-010, a velocidade permitida é de 80 km por hora.

De acordo com o presidente da AEM, Rérison Antonio Castro Leite o perfeito funcionamento das barreiras eletrônicas e dos radares é, também, um item de segurança para quem dirige, mantendo o motorista atento aos limites da via. “As velocidades permitidas são determinadas considerando a segurança do trânsito e dos motoristas, passageiros, pedestres e ciclistas. É de extrema importância que os radares estejam em perfeito funcionamento”, destaca a presidente.

Serviço: radares que estão em primeira verificação

1) TO-080 KM 00+500 PONTE FHC

2) TO-080 KM 07+800 PONTE FHC

3) TO-080 KM 05+500 PONTE FHC

4) TO-010 KM 01+400 - TREVO SAÍDA PARA LAJEADO PROX. AO POSTO PETROSHOP

5) TO-010 KM 52+800 - TREVO ENTRADA PARA LAJEADO

Veja Também