Em Gurupi

Servidoras da Saúde lançam livro sobre amamentação

27/10/2021 11h12 - Atualizado em 27/10/2021 11h15
Foto: Divulgação
Obra será lançada nesta quarta-feira, 27, em Gurupi

Obra das servidores do Hospital Regional de Gurupi destaca os benefícios do aleitamento materno para mães e bebês

Com o título Amamentação – amor em forma de alimento, será lançado às 19h, desta quarta-feira, 27, no Centro Cultural Mauro Cunha, em Gurupi, o livro das autoras Maria das Mercês Alves Mota, Anita Coelho dos Santos Teixeira, Maria Aparecida Pereira Lima, Elisabete do Rocio Kapp e Gisela Daleva Costa. A obra será lançada pela Editora Appris Ltda.

As autoras são funcionárias do Hospital Regional de Gurupi (HRG), inclusive com experiências no comando do Banco de Leite Humano da unidade. “Tive total apoio quando na pesquisa que foi realizada na maternidade do hospital. Esse livro é o produto da minha tese durante o curso do meu doutorado, período em que atuei como Enfermeira do Banco de Leite Humano do HRG, para que tivesse teoria e prática. Agora para o lançamento do livro toda a organização do evento está a cargo da Helismarda do Núcleo de Educação Permanente do Hospital, com aval dos diretores, de quem sempre tive apoio”, afirmou Maria das Mercês Alves Mota, que atualmente é coordenadora do Serviço de Atenção Especializada às Pessoas em Situação de Violência Sexual (Savis) do HRG.

A rede de apoio que as mulheres precisam para desenvolver o processo de amamentação, as técnicas para a pega correta e a contribuição que o aleitamento materno influencia no desenvolvimento do bebê, são algumas das temáticas abordadas na obra. “A escolha do tema amamentação é sempre atual e instigante. É necessário muito amor e dedicação para se desenvolver uma boa amamentação”, destacou Maria das Mercês.

Para a nutricionista, coordenadora da Rede de Bancos de Leite Humano do Estado do Tocantins e do Banco de Leite Humano do Hospital e Maternidade Dona Regina, Walkiria Sousa Pinheiro dos Santos, que prefaciou a obra, “este livro é uma importante fonte de conhecimento para todos que atuam ou pretendem atuar nesse mundo da amamentação. Aumentando o conhecimento dos profissionais para apoiarem as mulheres nesse momento de suas vidas, poderemos ter um número maior de mulheres amamentando seus bebês e, dessa forma, contribuir para a redução da morbidade e mortalidade infantil”, escreveu.

Veja Também