Pela segunda vez

Senadora Kátia Abreu testa positivo para a Covid-19 e está em isolamento

09/01/2022 23h50 - Atualizado em 10/01/2022 00h00
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Parlamentar disse que nos primeiros dias sentiu muitas dores no corpo, tosse e cansaço, mas que agora está melhor e em isolamento

A senadora Kátia Abreu (PP-TO) anunciou, neste domingo (9/1), que testou positivo para a Covid-19. Esta é a segunda vez que a parlamentar é infectada pelo novo coronavírus – a primeira foi em novembro de 2020.

Segundo a senadora, ela começou a sentir os primeiros sintomas em 5 de janeiro e está em isolamento.

“Nos primeiros dias, tive muitas dores no corpo, tosse e cansaço (muito mais fortes do que quando testei em novembro de 2020). Desde o dia 7 estou medicada e agora já me sentindo bem melhor. Os pulmões desta vez muito pouco atingido. Ao contrário da primeira”, disse a senadora. Ela tomou as duas doses da vacina.


Na primeira vez, Kátia Abreu precisou ser internada por quatro dias depois, com comprometimento dos pulmões abaixo de 50%, o que é considerado de gravidade moderada.

“Os casos estão aumentando em todo o Brasil. Precisamos ficar atentos e tomar todos os cuidados orientados pelos cientistas e especialistas em saúde. A vacina é o melhor remédio, inclusive em crianças. Graças à vacina, com certeza os problemas respiratórios estão amenizados”, acrescentou.

Aumento de casos
Os casos de infectados pela Covid aumentaram após as festas de fim de ano em 18 estados e no Distrito Federal. A média móvel de contaminações em todo o país, que era de 5.033 em 28 de dezembro, evoluiu para 12.467 novos infectados ao dia na última quarta-feira (5/1), o corresponde a uma alta de 147,7% em nove dias.

Nesse sábado (8/1), o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, anunciou que estava com a Covid-19.

Já os deputados Marcelo Freixo (PSB-RJ) e Tabata Amaral (PSB-SP) disseram, na última quinta-feira (6/1), que testaram positivo para o novo coronavírus, assim como o namorado da deputada, o prefeito do Recife, João Campos (PSB). Tabata e Campos foram infectados pela segunda vez.

Fonte: Metrópoles

Veja Também