Feminicídio

Homem que esfaqueou namorada em churrascaria de Palmas é condenado a 12 anos de prisão

22/06/2022 18h49 - Atualizado em 22/06/2022 19h10
Foto: Divulgação

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) obteve a condenação de Artur Sousa Aguiar a 12 anos e 10 meses de reclusão, por tentativa de feminicídio contra a ex-namorada, que foi esfaqueada no peito enquanto se servia em churrascaria no centro de Palmas.

O Tribunal do Júri realizado nesta terça-feira, 21, ainda acatou duas qualificadoras apresentadas pelo Promotor de Justiça, André Varanda, de que o crime foi premeditado, realizado por motivo fútil e com emboscada, dificultando a defesa da vítima, visto que Artur esfaqueou a ex-namorada após a vítima terminar o relacionamento com o réu, que a seguiu até o trabalho e depois até o restaurante, esperando o momento mais adequado para atingi-la.

Logo após o crime o acusado ainda tentou suicídio, mas foi imobilizado por populares até que a polícia chegasse ao local. Na época, em 2020, Artur Sousa teve a prisão preventiva decretada porque já possuía medida protetiva por ameaças de mortes contra a ex-companheira. A sentença deve ser cumprida em regime fechado. 

Veja Também