Monitoramento Semanal das Arboviroses

Notificações de casos de dengue e chikungunya seguem em queda na Capital

05/08/2022 17h20 - Atualizado em 05/08/2022 17h23
Foto: Divulgação

O Monitoramento Semanal das Arboviroses, elaborado pela Secretaria Municipal da Saúde (Semus), aponta que as notificações de dengue e chikungunya estão em tendência de queda em Palmas. Os dados do boletim mostram que na última semana epidemiológica (24 a 30 de julho) 204 casos de dengue e 87 de chikungunya foram notificados como suspeitos. Na semana anterior (17 a 23 de julho), foram informados como suspeitos 220 casos de dengue (redução de 7,2%) e 115 de chikungunya (redução de 24,34%).

A notificação de casos suspeitos de zika vírus também sofreu redução em relação às duas semanas. O boletim mostra que na semana de 24 a 30 de julho foram notificados sete casos suspeitos, contra 18 na semana anterior (17 a 23 de julho). A redução é de 61,11% entre as duas semanas. Não há casos suspeitos para febre amarela registrados no período. Os dados são parciais e estão sujeitos a alterações.

Com a atualização das informações, o boletim mostra que Palmas soma, de 1º de janeiro ao dia 30 de julho deste ano, 20.338 notificações suspeitas para dengue, 4.960 para chikungunya e, ainda 747 para zika e sete para febre amarela.

Do total de casos notificados como suspeitos durante o período, a Capital confirmou 9.724 casos de dengue e 1.906 para chikungunya. Há um diagnóstico positivo para zika vírus e nenhum caso confirmado de febre amarela.

Ano passado

Em relação ao mesmo período em 2021, a Capital investigava 2125 casos de dengue, 155 de chikungunya, 146 de zika vírus e quatro de febre amarela, sendo que foram confirmados 941 casos de dengue, 17 de chikungunya e nove de zika vírus. Não houve confirmação para as suspeitas de febre amarela.

Mais informações podem ser conferidas no boletim semanal das arboviroses.

Veja Também